Banco Central do Brasil Auditórios BACEN

A obra consistiu na demolição e reconstrução dos auditórios e espaços adjacentes no 1º subsolo do Edifício Sede do Banco Central do Brasil, em Brasília – DF, com 3.000 m² de área de piso readequada e retrofitting de sistemas como o ar condicionado, iluminação, sonorização, acesso, vídeo, mobiliário, etc. No novo ambiente há agora:

  • Auditório Octávio Gouvêa de Bulhões, com capacidade de 425 lugares;
  • Auditório Dênio Nogueira, com 120 lugares;
  • 500 m² de área coberta de foyer/acesso/apoio aos 2 auditórios;
  • Salas VIPs adjacentes aos auditórios;
  • Banheiros coletivos e privados dotados de esgotamento hidrossanitário a vácuo;
  • Ambiente com revestimento termo-acústico de última geração, inclusive casa de máquinas e outros equipamentos, para garantir níveis de ruído compatíveis com a natureza diferenciada do espaço;
  • Sistema de áudio, vídeo, multimídia e iluminação cênica, composto de:
    • Áudio com “line array” de caixas acústicas e mesa digital com “moving fader”;
    • Sistema de teleconferência de microfones com mais de 100 unidades, com link digital integrado de pedido de palavra;
    • Áudio com link sincronizado com o circuito de vídeo interno;
    • Sistema de vídeo automatizado com resolução Full HD /1080p;
    • Bus de conversão de vídeo para tráfego de informações em cabos CAT5/6;
    • Iluminação de última geração para captação de imagens e reprodução de vídeo com similaridade a teatro;
  • Salas de operação (01 por auditório) e salas de tradução simultânea (02 por auditório);
  • Total acessibilidade a portadores de necessidades especiais, com plataforma elevatória no Auditório Octávio Gouvêa de Bulhões;
  • Sistema de condicionamento de ar por água gelada;
  • Sistema de prevenção e combate a incêndio nos ambientes;
  • Integração da automação e controle do ar condicionado ao sistema de supervisão predial do edifício;
  • Paisagismo nas áreas de jardins adjacentes aos auditórios.
pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese