SCIA Quadra 14 Conjunto 4, Lote 2, Brasília, DF (61) 3363-9112
Home Separador Blog Separador Como manter colaboradores motivados

Blog

Blog

Manutenção de ar condicionado é essencial durante a seca em Brasília

Por: Redação

3 de maio de 2018

Prepare-se! A seca de Brasília está chegando. Segundo o Inmet, já começaremos a sentir os efeitos da estação em maio. Serão quase seis meses de seca, ou seja, as chuvas só voltarão em outubro! Há quem goste, mas todos nós sentimos os efeitos dela na Capital Federal: o nariz sangra, temos tosse seca, espirros, a pele resseca, a cidade fica completamente marrom, levanta poeira…

Com o aumento da temperatura na cidade, o ar condicionado acaba sendo um grande aliado para diminuir o calor. Em qualquer lugar que vamos o ar condicionado está ligado, seja no cinema, restaurante, shopping, trabalho, e até mesmo no carro ou em casa. No entanto, o ar condicionado também resseca as vias respiratórias, agravando qualquer sintoma causado pelo tempo. O engenheiro e diretor da Almeida França, Marcos Paranhos, explica como funciona o sistema: “Esfriando o ambiente, o ar condicionado também retira umidade do ar”.

Por isso, para não agravar ainda mais os sintomas da seca, que atinge níveis baixíssimos, chegando a 10% de umidade, e conseguir usar o ar condicionado para diminuir o desconforto, Paranhos aconselha a manutenção regular do aparelho. “A pouca manutenção faz com que se acumulem fungos e bactérias nos equipamentos e dutos que são transmitidos para o ar que se respira provocando infecções respiratórias entre os usuários”, diz.

A manutenção de ar condicionado precisa ser feita regularmente também nos aparelhos veiculares. É extremamente importante que os filtros sejam trocados a cada seis meses.

No caso dos edifícios públicos e coletivos, a manutenção nos sistemas de ar condicionado virou lei. Sancionada em janeiro de 2018, o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), que determina que todo edifício público e coletivo com sistema de ar condicionado deve ter um plano de manutenção que garanta a qualidade do ar. O plano deve obedecer a parâmetros Anvisa e da ABNT e, com isto, trazer melhora à saúde dos usuários. Espera-se que a longo prazo haja a diminuição de problemas respiratórios como bronquite, asma, sinusite, pneumonia e outros, decorrentes da má qualidade do ar em edifícios comerciais.

O PMOC engloba os três tipos de manutenção: a) preventiva, quando é realizada a verificação dos sistemas de forma periódica; b) preditiva, realizada de forma antecipada à falha e para manter o sistema em funcionamento;  c) corretiva, para que sejam feitos os reparos necessários em caso de pane ou perda de performance.

“O plano prevê uma manutenção periódica, mesmo sem um defeito aparente no ar condicionado, a fim de evitar possíveis falhas, realizar os reparos necessários após identificação de alguma pane no sistema ou quando existe a perda de performance, além de fazer o controle e a antecipação de ações para manter o sistema em pleno funcionamento. Fica claro que realizar manutenção  além de todos os benefícios para o seu funcionamento, traz economia ao proprietário”, argumenta Paranhos.